5 dicas para economizar o dinheiro do casal

Publicado em Cotidiano, Morando Junto
5 dicas para economizar o dinheiro do casal

Você já passou sufoco no final do mês e percebeu que precisa calcular melhor os seus gastos? Nós moramos sozinhos há pouco tempo e ainda estamos aprendendo a ter mais educação financeira e a poupar o dinheiro do casal. A gente sabe que não é fácil, mas existem algumas dicas para facilitar esse processo.

Congelar comida

Confesse, você também gasta pra caramba com comida, né? É difícil economizar nessa parte, principalmente com a correria que é a vida da maioria das pessoas. Se falta tempo pra comer, imagina o tempo que sobra pra cozinhar, né? Graças a isso, vivemos comendo qualquer coisa por aí ou apelando para os aplicativos de pedir de comida e, pronto, o dinheiro some e nem percebemos.

O que funcionou pra gente e ajuda muito na hora da correria é ter comida congelada em casa. E não tô falando de lasanha e nuggets (eca!), tô falando comida mesmo, feita com amor em casa. Congelar vegetais já cozidos, feijão, sopas e o que mais você quiser deixar pronto, é fundamental para que os fast foods saiam um pouco da sua rotina. Na hora da preguiça ou da pressa, ter algo que só precisa ir no microondas e tá pronto é maravilhoso.

Porém, existem cuidados que precisam ser tomados antes de congelar certos alimentos para que eles não estraguem e não percam nutrientes. Vou deixar pra vocês alguns vídeos que me ajudaram bastante nesse quesito.

Usar aplicativos ou planilha de gastos

É o que todo especialista em economia sugere e o que mais nos assusta. Nem sempre estamos preparados pra saber na real o quanto entra e, principalmente, quanto sai da nossa conta todos os meses. Fico triste só de pensar no assunto, mas é um ponto importante se você quer realmente economizar uma grana.

Com os apps e planilhas fica mais fácil acompanhar os gastos e visualizar as transações que fazemos durante o mês. É um pouco chato e sei que a maioria das pessoas (nos incluímos nessa lista) não estão acostumados a planejar os gastos e controlar as finanças, mas chega uma hora que isso deixa de ser só importante, passa a ser indispensável. Quanto antes você começar, melhor.

Aproveito para sugerir um blog pra vocês, o Morando Sozinha. A Fran Guarnieri, dona do blog, sempre dá dicas valiosas pra quem mora sozinho e não tem muita experiência no assunto ou até tem, mas gosta deste tipo de conteúdo. O blog é uma graça e super útil. Vou deixar aqui o link para a planilha de controle financeiro que ela disponibilizou para download no blog dela. Baixem e aproveitem para dar uma conferida nos outros posts.

Queimar os cartões de crédito

Tem quem ame, eu sei, mas eu queria que os cartões de crédito deixassem de existir e parassem de f$&?@ com a vida das pessoas. Juros e mais juros, prestações minúsculas que se estendem por anos, dívidas enormes e toda uma vida prejudicada por conta de cartões que são empurrados para todo mundo o tempo todo. Vocês não sabem como isso me dá raiva!

São tantos os motivos que existem para que você deixe de usar os cartões de crédito que vai ser até chato se eu ficar falando todos eles aqui, então, só vou dizer uma coisa: QUEIMA LOGO ESSA PORCARIA! E se você já estava pensando nisso mas ainda não aboliu o uso desses cartões tão perigosos, usa o post como um incentivo e para agora com esse hábito horrível.

Se mesmo sabendo dos problemas você não consegue ou não pode deixar de usar seu cartão, sugiro que você pesquise sobre o Nubank. Começamos a usá-lo tem pouco tempo e estamos gostando muito, então acho que essa pode ser uma boa solução nos casos que o cartão de crédito é indispensável. Com o Nubank dá pra acompanhar direitinho os gastos que temos com o cartão e controlar tudo pelo App. Caso você não saiba do que eu estou falando, entra lá no site deles e dá uma olhada, é bem legal.

Definir metas

Depois que você começar a usar as planilhas, vai ficar mais fácil definir o quanto você pode gastar com cada coisa e isso vai te possibilitar definir metas. É muito importante que você aprenda a ter limites e foco e assim conseguir economizar um bom dinheiro todos os meses. Comece a definir quanto você pode gastar, quanto você quer ganhar, quanto você quer guardar, quanto você quer doar e assim por diante.

Depois de algum tempo acompanhando os seus gastos e definindo suas metas, você vai entender quais são as mais fáceis e quais são mais difíceis de cumprir. Desta forma, você se esforça para alcançar os objetivos e adapta sua rotina de gastos para completar as metas que são mais complicadas pra você. Quem sabe você não consegue diminuir um pouco os gastos e poupar uma grana maior todo mês? Se desafie e aprenda a ter disciplina na hora de lidar com o dinheiro.

Nunca gaste tudo que você tem

Acho que esse dica é um compilado de todas as outras e a mais importante delas. Por favor, nunca gaste tudo que você tem e, principalmente, nunca gaste o que você não tem. Os cartões de crédito fazem com que a gente conte com um dinheiro que ainda vai entrar e esse é um erro fatal. Não planejar os gastos faz com que a gente gaste, por vezes, mais do que temos condições de gastar e com isso as dívidas se acumulam. Deixar de criar metas e de entender o seu perfil consumidor faz com que a gente se perca e não consiga economizar tanto quanto queremos e aí, como em todos os outros casos, nos vemos tendo que gastar todo o nosso dinheiro (o que temos e o que teríamos).

Se você ainda está começando nesse árduo caminho, saiba que só pagar as contas em dia e não acumular dívidas não é o suficiente. Poupe o seu dinheiro, faça uma reserva e lembre-se sempre de nunca gastar tudo que você tem. Imprevistos acontecem o tempo todo e muitas vezes você não terá alguém pra te socorrer. Esteja sempre preparado pra emergências e separe um dinheiro que você só vai mexer em último caso, mas último caso mesmo. Essa prática vai fazer com que você fique mais tranquilo e possa cumprir os seus objetivos mais facilmente.


Espero que essas dicas te ajudem nessa caminhada difícil e que te incentivem a sempre buscar maneiras de otimizar o seu tempo e dinheiro. Você tem alguma dificuldade específica? Tem alguma dica valiosa que eu não citei no post? Compartilhe com a gente, vamos adorar saber suas experiências e sugestões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *