A importância do desapego

Publicado em Morando Junto
A importância do desapego

Como vocês já sabem, estamos de mudança. Na semana passada, a Bia fez um post explicando por que decidimos deixar Curitiba e voltar para São Paulo. Depois de exatamente um ano morando em Curitiba e duas mudanças feitas, percebemos que o desapego é uma das melhores coisas que você vai aprender na vida.

Quando mudamos para cá, a gente resolveu separar algumas roupas, livros e objetos que não eram mais úteis e/ou interessantes para nós. A regra era: se ficou mais de um ano sem usar ou procurar, vai para doação (ou lixo, dependendo do estado). É claro que é difícil desapegar daquele livro que você se apaixonou na adolescência, mas se você nunca mais leu, com certeza vai ser melhor que outras pessoas possam ter a mesma oportunidade de ler algo tão incrível.

Agora, na segunda mudança, achamos que não teríamos muito o que doar ou jogar fora. Ledo engano! Separamos para doação mais livros e roupas do que da primeira vez. Conforme a gente foi se desfazendo de algumas coisas, lembramos que da última vez resolvemos manter algumas peças, mas que mesmo assim continuamos sem usar. Assim, os nossos critérios para ficar com alguma coisa se tornaram ainda mais específicos.

É claro que se for para doação, é satisfatória demais a sensação de saber que suas blusas e sapatos vão para pessoas que estão precisando e os seus livros vão ser lidos novamente, ao invés de ficarem numa prateleira. Mas além disso, tenho certeza que se você der uma olhada pela sua casa e praticar o desapego, o vício do consumismo vai diminuir aos poucos e você vai parar de comprar mais coisas por impulso. Isso vai ser bom para o seu bolso, para a sua casa e para o seu psicológico.

É possível que a gente tire as coisas da caixa em São Paulo e ainda veja que mais alguns itens possam ser passados para frente. Algumas coisas, como livros preferidos e presentes, ficaram com a gente, mas todas aquelas coisas que ficavam na estante sem uso ou as camisetas que vestíamos uma vez por ano finalmente estão sendo usadas por outras pessoas. Foram mais de três caixas de livros, uma mala cheia de roupas e muitos sapatos, além de sacolas e mais sacolas com enfeites e objetos diversos.

Depois de praticar o desapego mais uma vez, a nossa meta é (caso a gente mude novamente) ficarmos com ainda menos coisas. Afinal, alguns livros, roupas e muitas memórias é tudo que precisamos. Como diz o Balu, do Mogli: “eu uso o necessário, somente o necessário, o extraordinário é demais”.


Leia mais sobre morar junto

Dicas para casais que vão morar junto
Guia Prático Para Casais Modernos

One thought on “A importância do desapego

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *