Onde quero estar daqui 5 anos?

Publicado em Cotidiano, Crônicas
Onde quero estar

Que pergunta difícil, não? Parece entrevista de emprego. Mas você já parou pra se perguntar: “onde quero estar daqui 5 anos”? Aparentemente é pouco tempo, eu sei, mas pense em quem você era 5 anos atrás e em quem você é hoje. Mudou bastante, acredito. Mudaram os amigos, a família diminuiu e cresceu, alguns nasceram, outros morreram, paixões se concretizaram, outras se desfizeram. A sua essência continua a mesma, mas as suas experiências e cicatrizes já fazem parte de quem você é agora.

Em 2011 eu tinha 20 anos. Estava no auge da juventude universitária, fazendo as coisas que todo mundo faz, sonhando em ser quem eu sempre quis ser. De lá pra cá, houveram erros e acertos que foram me moldando. Sofri perdas irreparáveis que me tiram o sono até hoje, como a morte do meu pai (contei sobre isso aqui), mas também tive a oportunidade de viajar para outros países e de conhecer a Bia, que faz parte do meu presente hoje. E aí quando eu olho 5 anos pra frente, lá em 2021, eu me pego em devaneios e dúvidas. Afinal, como e onde quero estar no alto dos meus 30 anos?

A minha resposta é: eu quero estar bem. Às vezes a gente faz mil planos pro futuro, não é? A gente escolhe quantos filhos quer ter, quantas meninas e quantos meninos, qual trabalho queremos estar fazendo, em que cidade estaremos morando, a marca do carro, o aspecto físico de modelo de revista, a inteligência de um cientista da NASA. E isso é muito legal, é claro! É bom sonhar e se imaginar conquistando aquilo que se almeja. E é melhor ainda realizar. Mas mais do que isso, o essencial é invisível aos olhos. Daqui 5 anos eu quero estar com vontade de viver mais uns cem, quero ter mais planos do que tenho hoje. É provável que eu e a Bia já tenhamos um ou dois filhos (e nesse post ela já escreveu sobre a hora certa de ter filhos). Eu quero sentir o amor de ser pai, de ver os meus traços em um ser tão ingênuo e doce.

Quero também estar mais saudável, física e mentalmente. Quero andar mais a pé, olhar mais o céu do que a tela do celular. Dizer o quanto amo quem eu amo, perdoar aqueles pelos quais tenho ressentimento. Conhecer gente nova, estar mais perto dos amigos de sempre. Realizar meus sonhos, mas aprender a lidar com a frustração caso eles não sejam realizados. Permitir a mim mesmo errar, mas não esquecer de valorizar os acertos. Fazer a diferença na vida das pessoas, colocar um sorriso no rosto de quem está triste.

Não sei se vou lembrar de ler esse texto em julho de 2021, mas eu realmente espero que as coisas sejam dessa forma. Que independentemente dos acontecimentos, a energia seja sempre para o bem. Que as coisas sejam leves para mim, para a Bia e para quem está próximo de nós, sem traumas.

Feliz. Cercado de criança. Com paz de espírito. Fazendo o que me faz bem.

É dentro de mim mesmo onde eu quero estar daqui 5 anos.

4 thoughts on “Onde quero estar daqui 5 anos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *