Hoje e sempre, estarei ao seu lado

Publicado em Cotidiano, Crônicas
Ao seu lado

Eu sei que nem sempre é fácil. A gente briga, fica nervoso, a cabeça dói e chegamos a chorar, às vezes gritar. Tem dias que tudo que a gente quer é ficar num canto quietinho ou embaixo do cobertor, vendo séries e comendo pipoca. Tem dias que a gente não quer falar muito, nem discutir – só ficar abraçados mesmo.

Promessas de viver felizes para sempre a gente faz desde o primeiro dia. Quem não quer ser feliz ao lado de alguém que ama? Nós sonhamos a vida inteira com isso, nos imaginamos daqui dez anos cercado de crianças. O coração chega a bater mais forte quando sabemos que encontramos quem é que vai dividir o resto da vida conosco. Mas a promessa mesmo, que às vezes esquecemos sem querer, é a de estar sempre presente principalmente na doença, na tristeza e na pobreza.

Hoje e sempre, eu estarei ao seu lado. Quando estivermos velhinhos, tricotando na cadeira de balanço, vamos nos perguntar: afinal, o que aprendemos com a vida que passamos juntos? E mais do que o saudosismo dos bons momentos, serão lembradas as decisões que tomamos juntos nas dificuldades. Afinal, quanto tempo será que ainda temos? Uns 60 anos? Talvez menos (ou mais, vai saber!).

Não sabemos quanto desse tempo vai ser de alegria e quanto vai ser de tristeza, mas tenho certeza: o conforto que sempre procuramos agora temos em nós.